Rádio Filhos de Davi / jardim-ms

Igrejas fazem feiras de empregos para ex-presidiários nos EUA

Igrejas fazem feiras de empregos para ex-presidiários nos EUA

Igrejas estão se reunindo para promover feiras de emprego como parte de uma parceria anual chamada “Dia Nacional de Segundas Chances”, para famílias vulneráveis e ex-presidiários.

A organização sem fins lucrativos “Better Together” comemora o Mês da Segunda Chance, em abril. Esta semana, em parceria com igrejas locais, eles estão organizando o quarto Dia Nacional de Segundas Chances.

Durante a campanha são realizadas feiras de empregos coordenadas em igrejas, reunindo candidatos e gestores de contratação para potenciais vagas. 

O site da instituição lista mais de 12 eventos na Flórida, Kentucky e Washington, promovendo o “poder das segundas chances para os vizinhos que enfrentam barreiras ao emprego”.

Segundo a organização, as barreiras ao desemprego podem incluir, mas não estão limitadas a, condenações criminais, encarceramento, falta de moradia, falta de transporte ou creche, ou lacunas no currículo devido ao desemprego. 

“As igrejas são a solução para nossos complicados problemas sociais que muitas pessoas consideraram insolúveis. Vi isso em primeira mão quando era criança, o poder da igreja local, acompanhando minha família em crise”, disse Megan Rose, CEO da Better Together ao The Christian Post. 

E continuou: “E por causa do amor e apoio deles, nossa família foi capaz de enfrentar uma situação difícil e sair dela mais forte”.

Rose acredita que a Igreja “deveria estar na brecha e cuidar das crianças e famílias vulneráveis”.

“A missão da Better Together é realmente estar ao lado da Igreja e capacitá-la para se posicionar na brecha para as nossas famílias de uma forma realmente significativa e amorosa”, afirmou ela. 

O papel da igreja local

Milhares de pessoas saem da prisão todos os anos nos Estados Unidos. Muitos ex-presidiários consideram um desafio conseguir oportunidades de emprego após o encarceramento. 

"Sabemos a importância do emprego e o importante papel que um trabalho desempenha em ajudar as pessoas a serem capazes de se curar, seguir em frente e ter um novo começo. Iniciamos nosso Dia Nacional de Segundas Chances, onde fazemos parceria com igrejas em todo o país para hospedar uma feira de empregos alegre e de segunda chance que se concentra no futuro das pessoas e não no nosso passado", explicou Rose. 

"Acreditamos que a Igreja é o melhor lugar para alguém encontrar um emprego. Não é apenas uma esmola para os desempregados. É também uma forma tangível para a Igreja se estender, compartilhar o Evangelho e construir relacionamentos significativos com as pessoas que atravessam as portas", acrescentou.

Para Rose, é importante dar às pessoas que enfrentam o desemprego “a oportunidade de serem amadas e cuidadas e de terem meios significativos de encontrar trabalho”.

“A Igreja está em uma posição única para distribuir esperança. Esta iniciativa tem realmente a ver com avançar e ajudar as famílias que estão lutando para viver”, declarou Rose. 

E continuou: “Queremos que a Igreja seja um lugar de esperança. A Igreja local deve ser um lugar onde as pessoas possam vir e ver o Evangelho em ação, o amor e cuidado que a Igreja tem pelos seus vizinhos que estão em dificuldades”.


As pessoas receberam novas oportunidades de vida. (Foto: Reprodução/Instagram/Better Together)

Ex-presidiários 

Rose refletiu sobre a dificuldade que as pessoas com antecedentes criminais têm de conseguir uma nova oportunidade na vida:

"Nós realmente humanizamos o processo de procura de emprego. Tornamos muito mais fácil para as pessoas comparecerem a uma feira de empregos e para muitos gerentes contratarem no local. Mas também fornecemos um ambiente onde os candidatos a emprego podem ser encorajados e onde eles podem ser orientados sobre como podem obter ajuda para se conectarem com uma igreja e comunidade local. Também ajudamos a fornecer acesso a vários recursos".

Ela destacou que a taxa de reincidência é maior para ex-presidiários libertados da prisão que não conseguem encontrar emprego após serem libertados.

“Acredito que a Igreja local pode realmente acabar com a reincidência, se conectando com os seus vizinhos e os ajudando a encontrar emprego, mas também continuando a construir relações significativas com a sua comunidade, ministrando o Evangelho e sendo as mãos e os pés de Jesus para os seus vizinhos, enquanto os ajudam a procurar trabalho", disse ela. 

Além das feiras de emprego, a Better Together faz parceria com a Igreja local para fornecer recursos comunitários, como: roupas, mochilas, documentos, currículos, cuidados para crianças, orientação financeira e orações.

“As pessoas vêm como estão. São recebidas com um sorriso na porta por um voluntário amoroso e depois podem se conectar com diferentes recursos. Eles aumentam sua confiança", concluiu Rose.

NOTÍCIAS MAIS LIDAS