Rádio Filhos de Davi / jardim-ms

Irã ameaça usar arma inédita contra Israel: ‘Daremos uma resposta dolorosa’

Irã ameaça usar arma inédita contra Israel: ‘Daremos uma resposta dolorosa’

Depois do ataque iraniano a Israel, através do lançamento de centenas de drones numa “missão de vingança”, o Irã tenta evitar uma retaliação por parte dos israelenses. Para isso, ameaçou usar “armas que nunca usou”, tentando impedir que Israel revide. 

Mas Israel prometeu anteriormente que responderá ao ataque sem precedentes do Irã, mesmo sabendo que o cenário do Oriente Médio esteja à beira de uma guerra total, conforme lembrou o Daily Mail. 

Abolfazl Amoue, do Comitê de Segurança Nacional do Parlamento Iraniano, afirmou que Israel “deveria considerar seus próximos passos e agir com sabedoria”. O presidente iraniano, Ebrahim Raisi, também alertou Israel que enfrentará uma “resposta dolorosa” se tomar a “menor ação” em resposta ao ataque do seu país.

‘Rumores de uma guerra nuclear’

As ameaças levantam rumores de que Teerã possa desenvolver armas nucleares para utilizar contra Israel. 

Ainda conforme o veículo, o Irã tem vários locais de investigação nuclear, duas minas de urânio, um reator de investigação e instalações de processamento de urânio incluindo três centrais de enriquecimento do elemento químico. 

Além do seu possível programa de armas nucleares, o Irã tem uma vasta gama de mísseis e outras armas no seu arsenal que poderia utilizar para atacar Israel. O ataque de sábado já demonstrou algumas dessas armas, incluindo mísseis de cruzeiro e drones kamikaze, semelhantes aos que também foram vistos na Ucrânia depois do Irã ter enviado à Rússia 136 drones para serem usados ​​na sua invasão contínua no país.

Na verdade, com mais de 3.000 mísseis balísticos, segundo uma estimativa dos EUA, o Irã tem um dos maiores arsenais de mísseis do Oriente Médio e acredita-se que “tenha nove tipos de mísseis com alcance suficiente para atingir o território de Israel”, ainda conforme o Daily Mail. 

‘Patrocinador mundial do terrorismo’

Por outro lado, especialistas dizem que o “arsenal sem brilho do Irã sinaliza como as suas aeronaves e defesas obsoletas não seriam páreo para as de Israel no caso de uma guerra em grande escala”. 

“Penso que o ataque, que foi concebido para ser espetacular mas não fatal, realmente expõe os limites da dissuasão do Irã”, disse Ali Vaez, que dirige o Projeto Irã no International Crisis Group.

Ele acrescentou que se o plano regional do Irã for diminuído, Teerã provavelmente considerará o plano final, que vem na forma de armas nucleares: “Eles nunca estiveram tão próximos”.

Ali citou funcionários dos serviços secretos e mencionou que a Rússia está “promovendo” acordos negociados em segredo para fornecer ao Irã caças-bombardeiros Su-35, o que poderia ajudar a modernizar a envelhecida força aérea iraniana.

Moscou também prometeu ajuda técnica com satélites espiões iranianos e assistência na construção de foguetes com o objetivo de lançar mais satélites. 

Vale lembrar que o Irã tem sido apontado como principal patrocinador mundial do terrorismo e duramente criticado por oprimir seu próprio povo e apoiar a guerra de Putin na Ucrânia. 

NOTÍCIAS MAIS LIDAS